A respiração no Pilates

respiracao-tronco-revista-pilates

Se você é aluno de Pilates, já deve ter escutado inúmeras vezes o professor orientando sobre sua respiração durante os exercícios.

Se você é professor de Pilates, já fez vários cursos e workshops onde a importância da respiração é sempre ressaltada. E claro você fica sempre atento à respiração dos seus alunos durante as séries de exercícios.

E por que essa constante preocupação com a respiração no Pilates?

 

A RESPIRAÇÃO E JOSEPH PILATES

Apesar de Joseph Pilates não ter especificado claramente os seis princípios do Pilates, muitos estudiosos modernos ao seu tempo consideram que o Pilates tem seis princípios básicos.

A respiração é um deles.

Para não restar dúvidas a respeito da importância da respiração, as duas frases a seguir são atribuídas a Joseph Pilates:

“Mesmo que você não siga nenhuma das outras instruções, aprenda a respirar corretamente.”

“Esprema o pulmão como se você estivesse secando uma toalha usada”

 

RESPIRAÇÃO, SAÚDE E DIAFRAGMA

Estudos recentes mostram que a respiração inadequada é uma das grandes causas de estresse e problemas de saúde. Nosso corpo precisa de oxigênio como fonte primária para vários sistemas; respiração ruim, pouco oxigênio no corpo, saúde ruim! 

Na verdade, o próprio estresse causa uma respiração mais curta e pobre.

Muitos exercícios de meditação e Yoga são baseados na respiração.

O diafragma é um músculo localizado entre o abdômen e os pulmões. Com a ajuda de outros músculos, o diafragma é o grande responsável pela nossa respiração.

Uma boa notícia é que como vários músculos, o diafragma pode ser trabalhado e fortalecido!

 

RESPIRANDO DURANTE OS EXERCÍCIOS DE PILATES

No Pilates, a inspiração e a expiração da respiração são utilizadas para coordenar movimentos em vários exercícios.

Alguns praticantes iniciantes podem notar que a sua inspiração é muito curta. Outros sentem dificuldade para respirar corretamente durante a execução dos exercícios.

Você vai fazer dois movimentos:

Inspire fazendo com que o seu abdômen trabalhe. Deixe o ar entrar e preencher todo seu abdômen. Repita isso umas três vezes.

Agora, realize a inspiração, porém com o trabalho da sua caixa torácica. Repita também três vezes para diferenciar essa respiração da maneira anterior.

Em vários esportes e exercícios físicos, a expiração é quase sempre realizada no momento do exercício de maior força e a inspiração com relaxamento.

Em alguns exercícios de Pilates, essa lógica pode ser invertida, de acordo com o foco do movimento.

E já que os músculos abdominais são bastante exigidos no Pilates, pode ser um pouco complicado de realizar uma respiração profunda quando seu abdômen está contraído.

Tente contrair o abdômen e respirar da maneira 1 acima enquanto mantém a contração. Não dá muito certo.

Isso porque com os músculos abdominais contraídos praticamente travam os movimentos do seu tronco.

No Pilates, pode-se utilizar a respiração lateral que é basicamente a maneira 2citada acima.

Pode parecer um pouco complicado no início, mas com o tempo vai ficando mais natural.

 

DICAS PARA A RESPIRAÇÃO

Se você ficar confuso sobre quando inspirar ou expirar durante os exercícios, não prenda a respiração, continue realizando os ciclos de respiração.

Force bastante durante a expiração, faça-a de maneira completa.

Tente sempre inspirar através do nariz.

Faça os movimentos de forma relaxada, nada de contrair os músculos do rosto, língua ou pescoço durante a respiração.

Concentre sua mente nos músculos do seu corpo, mentalize os movimentos.

Copyright © 2017 Espaço Amélia Reis - São Luís MA. Todos os Direitos Reservados.Produzido por ON SERVICES